Eventos

Voltar
Clarinete

Miguel Fialho

Miguel Fialho iniciou os seus estudos musicais no Conservatório Regional de Setúbal na classe do professor Sérgio Oliveira. Na mesma instituição concluíu o curso na classe do professor Paulo Gaspar aos 17 anos. Após ter concluído o ensino secundário na área científico-natural, ingressou no ensino superior na Academia Nacional Superior de Orquestra, onde estudou com Etiénne Lamaison. Ao longo da sua carreira frequentou inúmeros cursos de aperfeiçoamento onde contactou e trabalhou com diversos professores portugueses e estrangeiros tais como Antonio Salguero, G. Lawrie Bloom, Guy Deplus, Hermann Stenfansson, Joan Enric Lluna, Joaquim Ribeiro, Luís Gomes, Manuel Jerónimo, Nuno Silva, Paolo Beltramini, Romain Guyot, Rui Martins ou Walter Boeykens, entre outros. Colaborou com diferentes agrupamentos, orquestras amadoras e profissionais, entre as quais a Orquestra Portuguesa das Escolas de Música (2002), Orquestra Nacional de Sopros dos Templários (2003), Banda Sinfónica Minho-Galaica (2004), Orquestra Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra Académica Metropolitana e Orquestra Metropolitana de Lisboa. Foi premiado em diversos concursos nacionais para jovens músicos onde se destacam o concurso “Os Principais” da RTP1 (1996), no qual foi seleccionado através de um casting a nível nacional; o “2.º Concurso Nacional para Jovens Clarinetistas”, organizado pela Associação Portuguesa do Clarinete (1999) onde ganhou o 2º prémio na sua categoria, e o concurso “Maestro Marcos Romão dos Reis” (2001) onde ganhou o 1.º prémio.

Paralelamente à sua carreira académica e atividade no meio erudito, Miguel Fialho desenvolve um percurso profissional noutros meios artísticos através da experiência que tem vindo a desenvolver no âmbito do teatro musical, Jazz, Klezmer ou World Music. Como tal, protagonizou a personagem “Nête” no espectáculo O Piano e os Seus Amigos (2006), uma produção da Fundação Calouste Gulbenkian. Colaborou, enquanto solista, em agrupamento tradicional de Klezmer no Museu dos Coches, liderado por Laurentiu Ivan-Coca, integrou uma digressão nacional com Melech Mechaya, colaborou com Volker Bertelmann em Hauschka, num concerto para piano comemorativo do 41.º aniversário do Teatro Maria Matos e, mais recentemente, apresentou o seu próprio espetáculo Guerra, Loucura e Noite de Jean (1971-1998) no Festival Internacional de Saxofone de Palmela (2014), um espetáculo por si produzido e realizado.

Miguel Fialho é Licenciado em Instrumentista de Orquestra pela Academia Nacional Superior de Orquestra (Orquestra Metropolitana de Lisboa), Mestre em Música – especialização em Clarinete e Mestre em Ensino da Música, a qual lhe confere Habilitação Profissional para a Docência, ambos conferidos pela Escola Superior de Música de Lisboa. Miguel Fialho foi Maestro da Orquestra de Sopros e professor das disciplinas de Clarinete e Classes de Conjuntos Instrumentais no Conservatório Regional do Alto Alentejo durante os anos letivos entre 2008-2011. É também professor das mesmas disciplinas no Conservatório de Música de Cascais desde 2010.

Atualmente, Miguel Fialho desempenha funções de Solista Principal na Banda da Armada Portuguesa e apresenta-se regularmente como solista convidado na Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras assim como na Orquestra Sinfónica de Cascais.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X