Eventos

Voltar

Mark Pemberton

É diretor da Associação de Orquestras Britânicas (ABO), que existe para defender, conectar e desenvolver orquestras profissionais em todo o Reino Unido. Depois de se formar na Universidade de Oxford, iniciou a sua carreira em Administração das Artes como administrador da Companhia de Teatro de Turismo Profissional “Quicksilver Theatre for Children”, antes de se mudar para o “Drama Center London” como Administrador Geral e para o “Mountview Theatre School” como Diretor de Desenvolvimento e Marketing. Antes de ingressar na ABO, foi diretor executivo da Associação Nacional de Ópera e Drama, órgão representativo do Reino Unido para o teatro amador e comunitário, durante o qual foi presidente da “Voluntary Arts England”.

Atualmente é presidente do Conselho Nacional de Música, que existe para promover os interesses do setor musical como um todo.


Isso Não É Maneira de Gerir Um Negócio! – Desafiando o Modelo de Negócios na Música Clássica

Perguntemos a qualquer especialista em negócios para dar uma vista de olhos no “modelo de negócio” da música clássica e ele irá rir-se às gargalhadas. Com uma doença de custos endémica ao modelo da performance ao vivo, e com as editoras e produtoras de música a queixarem-se da descida dos lucros, quem é que está a ganhar dinheiro? Nesta sessão iremos colocar a questão “será a doença de custos de Baumol curável ou terminal?”, ajudando os ouvintes a chegar à resposta.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X