Eventos

Voltar
Clarinete

Horácio Ferreira

Horário Ferreira, um dos jovens clarinetistas mais promissores da sua geração, iniciou o seu percurso musical na Sociedade Filarmónica Lealdade Pinheirense aos 8 anos. Estudou no Conservatório de Música de Coimbra (com Henrique Pereira), na Escola Profissional de Música de Espinho – EPME (com Luís Carvalho) e licenciou-se na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo – ESMAE, na classe do professor António Saiote. Participou em master classes com Florent Héau, Phillipe Berrod, Larry Combs, Henrique Pérez Piquer, Michel Lethiec, Charles Neidich, Steve Cohen, Pascual Martínez, Jérôme Verhæghe, Rodovan Cavalin, Eduard Brunner, entre outros. Trabalhou música de câmara com nomes como Radovan Vlatković, Klaus Thunemann, Jaques Zoon, Luís Fernando Pérez, Hansjörg Schellenberger, Márta Gulyás, etc. Enquanto aluno da EPME participou na Orquestra Sinfónica da mesma e posteriormente na Orquestra Clássica de Espinho, fazendo em 2005 uma digressão ao Brasil, actuando nas principais salas. Desde cedo participou activamente em encontros de jovens destacando-se a Banda Sinfónica Minho-Galaica, Banda Sinfónica de Santa Maria da Feira, Banda Sinfónica do Centro, Orquestra Juvenil de Fajões, Orquestra de Jovens de Águeda, participou no VII estágio da Orquestra APROARTE e no I Estágio para Orquestra promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian. Obteve diversas distinções, como o 1º Prémio no “Concurso da Costa Azul” – classe B, 3º Prémio no “High School Solo Competition” (Vancouver), 1º Prémio na 21ª edição do “Prémio Jovens Músicos – Nivel Medio”; 1º Prémio no Concurso Nacional “Terras de La Salette”; 2º Prémio execuo no 16º Concurso de Interpretação do Estoril e 1º Prémio na 28ª edição do “Prémio Jovens Músicos – Nivel Superior” tendo sido semifinalista no concurso “Ciudad de Dos Hermanas” (Sevilha), finalista no “Young Artists Competition” (Kansas City) e no Concurso Internacional “Gioseppe Tassis” (Milão). Recentemente foi galardoado no prestigiado “Concours Debussy” International Clarinet Competition (Paris) com a melhor interpretação da Première Rhapsodie de Debussy. Ganhou o prémio Maestro Silva Pereira – Jovem Músico do Ano 2014. Horácio Ferreira é um dos principais reforços da Orquestra Sinfónica Portuguesa e da Orquestra Filarmonia das Beiras após concurso público. É também membro fundador do projecto Banda Sinfónica Portuguesa, agrupamento com o qual gravou inúmeros CD’s e realizou uma digressão à China em 2014.Com esta formação obteve o 1º prémio nos concursos de Bandas em La Sénia (Barcelona) e 60º World Music Contest em Kerkrade (Holanda). Prontamente também se associou activamente ao projecto Orquestra XXI, reunindo vários músicos portugueses que residem no estrangeiro.
Colaborou com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Clássica de Espinho e com a Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim. Enquanto estudante participou na Orquestra de Clarinetes Invicta ‘All-Stars’, Orquestra Sinfónica da ESMAE, Orquestra Sinfónica Freixnet da Escuela Superior de Musica Reina Sofia e Sinfonietta da ESMRS.
A sua experiência enquanto músico de orquestra permitiu-lhe trabalhar com maestros como António Victorino D’Almeida, Douglas Bostock, Martin André, Antonio Pirolli, Emil Tabakov, Cesário Costa, Jean-Marc Burfin, Ernst Schelle, Jan Cober, Rodolfo
Saglimbeni, Alex Schilling, José Vilaplana, Luís Carvalho, Pablo González, Peter Rundel, Pascal Rophé, Pedro Neves, Joana Carneiro, Speranza Scappucci, entre outros. Gravou a obra Submundo, de Sara Claro, para a GDA/RDP, inserido num CD de comemoração dos 25 anos do Prémio Jovens Músicos. Actuou no Festival de Música de Guimarães, Festival Internacional de Música de Espinho, Festival Internacional de Música Príncipe de Astúrias, Festival de Clarinetes do Dão, Cistermusica, Festival ao Largo, Festival Internacional da Póvoa de Varzim e no Congresso Mundial de Clarinete. Apresentou-se como solista com a Orquestra de Clarinetes de Almada, Banda Amigos da Branca, Orquestra Príncipe das Astúrias e Orquestra Gulbenkian. Actualmente prossegue os estudos em Madrid na Escuela Superior de Musica Reina Sofia sob orientação dos professores Enrique Pérez Piquer e Michel Arrignon, e em Paris, com Nicolas Baldeyrou. Horácio Ferreira é bolseiro da Fundación Albéniz, Fundación Carolina e Fundação Gulbenkian.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X