Eventos

Voltar
Oboé

Filipe Freitas

Iniciou os seus estudos de oboé com os professores Luís Mota, Andrew Swinnerton e Linda Carina na Escola de Música da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, em Tomar. Em 2004 ingressou para os quadros da Banda Sinfónica da GNR tornando-se rapidamente solista do naipe. Foi nesse ano elemento fundador do Ensemble Palhetas Duplas. Em 2007 concluiu a Licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Andrew Swinnerton. Mais tarde, estudou ainda com o professor Pedro Ribeiro na Academia Nacional Superior de Orquestra. Em 2009 foi o oboísta que representou Portugal na Orquestra Juvenil Ibero-Americana, dirigida pelo Maestro Gustavo Dudamel, com concertos no Auditório Nacional de Música em Madrid e no Grande Auditório Gulbenkian em Lisboa, tendo recebido generosos elogios do Maestro José Antonio Abreu pela sua performance. Apresentou-se por diversas vezes como solista com a Orquestra Sinfónica Juvenil, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e com a Orquestra de Câmara da GNR, trabalhando com os Maestros Christopher Bochmann, Nikolay Lalov, Ricardo Averbach, João Cerqueira, Joaquim Ribeiro e Jean-Sébastien Béreau. É regularmente convidado para colaborar com diversas orquestras, nomeadamente a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Orquestra Metropolitana de Lisboa e Orquestra Gulbenkian. Encontra-se neste momento a concluir o Mestrado em Ensino da Música orientado pelo professor Ricardo Lopes na Escola Superior de Música de Lisboa. Paralelamente, leciona no Conservatório de Cascais e na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo. É, desde 2009, 1.º oboé da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X