Eventos

Voltar
Soprano

Elsa Cortez

Iniciou os estudos musicais com 4 anos no Centro de Estudos Gregorianos de Lisboa. Começou por estudar canto particularmente com a Profª. Mariana Oliveira. Completou a licenciatura em Canto na Escola Superior de Música de Lisboa na classe da Profª Helena Pina Manique.
Frequentou cursos de aperfeiçoamento técnico e estilístico com Max von Egmond, Linda Hirst, Richard Wistreich, Christianne Eda-Pierre, Elizabeth Opitz, Richard Miller, Siegfried Jerusalem, Ralph Döring, Laura Sarti e Gundula Janowitz. Deslocou-se regularmente a Viena entre 1996 e 2001 para trabalhar com a Profª. Hilde Zadek.

É membro fundador do Grupo Vocal Olisipo, com o qual já conquistou diversos prémios em concursos internacionais. Através deste grupo, teve a oportunidade de orientar diversos workshops para dirigentes corais e coralistas no congresso anual da “Association of British Choir Directors” e no “Festival 500”.

Apresenta-se regularmente como solista de oratória, tendo colaborado com a Capela Real, Orquestra Sinfónica Juvenil, Orquestra da Escola Profissional de Évora e Lusitânia.

Tem trabalhado com os pianistas Nuno Vieira de Almeida, Helder Marques e Ilda Ortin, tendo já realizado recitais e concertos em Lisboa (Teatro São Luiz, Espaço Acarte, Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, Mosteiro dos Jerónimos), Porto (Teatro Rivoli), Évora, Almada, Lagoa, Montemor, Beja e Caldas da Rainha entre outros.

Conquistou o Prémio Armando Guerreiro no Concurso Nacional de Canto Luisa Todi (1993) e o 2º Prémio no Concurso de Interpretação do Festival de Música da Costa do Estoril (2002).

Em 1996 efectuou uma gravação para a Antena 2, em colaboração com o pianista João Paulo Santos, com obras de Almeida Mota. Em 1999 interpretou a cantata “Catulli Carmina” de Carl Orff, num concerto gravado e transmitido pela RTP. Em 2003 interpretou o ciclo “Les nuits d’ét é” de Hector Berlioz com a Orquestra Filarmonia das Beiras para o Festival Internacional de Música do Estoril.
Integrou o coro do Teatro Nacional de S.Carlos na Temporada de 1996/97, tendo feito a sua estreia como solista com o papel de Cretense na ópera “Idomeneo” de W. A Mozart. Interpretou em 2001 e 2002 o papel de Belinda da ópera “Dido and Aeneas” de Henry Purcell , e o papel de Juno em “The mirror of immortality”, um espectáculo com música de G. F. Händel, numa produção apresentada no Salão Nobre do Teatro Nacional de S. Carlos, sob a direcção do encenador Paulo Matos e do maestro Nicholas McNair. Em 2002 e 2003 cantou o papel de Cupid na ópera “Venus and Adonis” de John Blow no Museu Gulbenlkian e no Palácio Nacional de Mafra.

Leccionou canto, coro e formação musical na Academia de Música de Santa Cecília, Academia de Música Eborense, Escola Profissional de Música de Évora e Conservatório Regional de Tomar. É actualmente professora de Canto e Coro na Escola de Música “Luís António Maldonado Rodrigues” em Torres Vedras, de Educação Vocal no Instituto Gregoriano de Lisboa e de Técnica Vocal e Coro na Escola Superior de Música de Lisboa.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X