Eventos

Voltar
Violino

Aiman Mussakhajayeva

Artista Nacional da República do Cazaquistão, e Reitora da Universidade de Artes do Cazaquistão, Aiman Mussakhajayeva é uma figura pública proeminente. Formou-se no Conservatório Tchaikovsky de Moscovo (com o Professor Valery Klimov). Venceu vários concursos, nomeadamente o Concurso Internacional de Belgrado (Jugoslávia, 1976), Concurso Internacional Paganini de Génova (Itália, 1981), Concurso Internacional de Tóquio (Japão, 1983), Concurso Internacional Sibelius de Helsínquia (Finlândia, 1985), VIII Concurso Internacional de Tchaikovsky em Moscovo (1986).

Aiman Mussakhajayeva detém o título honorário da UNESCO «Artista da Paz» (1998), é membro honorário da Academia Internacional das Artes, recebeu o título em Valmont (Italy) de Excecional Temperamento Artístico e Missão de Paz, o Prémio do Vaticano, e a Taça de Prata de Santa Cecília pelo contributo para o desenvolvimento e fortalecimento dos laços culturais entre países, venceu o Prémio Estatal de Literatura, Arte e Arquitetura (2000), e o prémio “Platina” da organização independente “Tarlan” constituída por patronos do Cazaquistão (2002).

Em 2002, o nome de Aiman Mussakhajayeva estava na lista mundial da IBC «2000 Músicos Excecionais do Séc. XX». A Aiman Mussakhajayeva foi atribuído o Prémio Estatal “Paz e Progresso” pelo primeiro Presidente da República do Cazaquistão pelos sucesso em Música e Arte. É membro da Associação de Vencedores do Concurso Internacional Tchaikovsky. Em 2010 Aiman Mussakhajayeva recebeu uma Ordem pelo contributo e desenvolvimento da Amizade Russo-Cazaque na cultura e na educação. O nome de A. Mussakhajayeva está no Dicionário Enciclopédico da Universidade de Cambridge na categoria “Músicos Excecionais do Séc. XX ” (2002), e o Centro Internacional Biográfico de Cambridge atribuiu-lhe o título de “Artista Internacional 2003”.

O repertório de Aiman Mussakhajayeva é constituído por obras de diferentes eras, estilos e géneros. Já se apresentou nas melhores salas de concerto da Europa, Ásia e EUA. Trabalhou com músicos internacionalmente reconhecidos como Paul Gililov, Michael Kogan, Vladimir Spivakov, entre outros.

Gravou CDs com orquestras de câmara e sinfónicas de referência internacional, tais como a Orquestra Sinfónica de Viena, a Royal Symphony Orchestra, a Orquestra Sinfónica da Rússia, a Orquestra Sinfónica Juvenil Europeia entre outras. Partilhou o palco com maestros de renome como Vladimir Ashkenazy, Pavel Kogan, Vladimir Spivakov, Saulius Sondetsiksa, Mikhail Pletnev e muitos outros. O seu talento tem sido aplaudido nas melhores salas do mundo: Carnegie Hall (Nova Iorque), Musicverein (Viena) Gaveau e Cortot (Paris), Santa Cecilia (Roma), Queen Elizabeth Hall, Wigmore Hall e Barbican Hall (Londres), Konzerthaus Berlin, e Lincoln Centre (EUA).

A sua carreira divide-se entre a sua atividade como violinista solista e em ensembles, de reitoria da Academia Nacional de Música do Casaquistão e como membro de júri em vários concursos e festivais internacionais.

Juntamente com outros músicos famosos, Aiman foi membro de júri no Concurso Internacional de Violino Tchaikovsky (1993) em Moscovo, do Concurso Demidov em Yekaterinburg (1995) e do Concurso Internacional de Violino A. I. Yampolskogo (1996) em Dubna (Rússia), do Concurso Internacional de Violino Michelangelo Abbado em Milão e do Concurso Franz Schubert (Itália), e do concurso Y. Bramsa (Owada, Japão).

A. Mussakhajayeva apresenta masterclasses na Europa, Ásia e Coreia do Sul.

Alto Patrocínio / High Patronage

Patrocinadores / Sponsors

Parceiros / Partnerships

X